Como embalar mercadorias de forma correta e segura

como embalar mercadorias 1

Para que uma remessa chegue em perfeitas condições ao destino final é fundamental que a sua preparação para expedição siga as recomendações de boas práticas para embalar mercadorias.

Neste artigo procuramos reunir as melhores práticas de embalamento de mercadorias para cargas standard e frágeis, seja em caixa ou palete. Ao seguir as dicas de embalamento está a proteger a carga que pretende enviar e a contribuir para reduzir o risco de incidentes, facilitando ainda o trabalho do transportador, que pode manusear e transportar as suas remessas com maior segurança.

O procedimento para embalar mercadorias em caixas ou paletes é universal registando-se pequenas diferenças entre transportadoras, que regra geral estão relacionadas com dimensões permitidas, limites de peso e carga frágil. Se surgirem questões relacionadas com algum destes pontos na preparação da sua carga, entre em contacto com o seu transportador para saber como deve proceder.

Como embalar mercadorias em caixas? 

Para enviar carga standard de forma segura numa caixa, deve seguir as seguintes indicações:

  1. Selecionar a caixa: encontre uma caixa que seja compatível com as dimensões dos produtos ou mercadoria que pretende enviar. A caixa não deve ter sido usada previamente para outro envio, não deve apresentar furos nem rasgos e o cartão não deve apresentar indícios de humidade.
  2. Certifique-se que os produtos ou mercadoria estão bem acondicionados: depois de selecionar a caixa coloque os produtos que pretende enviar no seu interior e avalie se é necessário acondicionar melhor os produtos colocando bolsas de ar, papel bolha ou outro tipo de enchimento. Ao deixar espaços vazios na caixa, esta pode ceder e esmagar, colocando em risco o seu envio. Pelo contrário, se encher demasiado a caixa ela pode rasgar colocando igualmente o envio em risco.
  3. Selagem da caixa: As caixas devem ser devidamente seladas com fita autocolante para evitar que se abram durante a movimentação e o transporte. Deve utilizar uma fita de selagem adequada e colocá-la em forma de H, tanto na parte superior como na parte inferior da embalagem. Não utilize fio nem corda para fazer a selagem da caixa e, no caso do peso justificar, considere a utilização de cintas.
  4. Etiquetagem: Não sobreponha etiquetas! No caso de já existirem outras etiquetas na embalagem retire-as ou opte por outra embalagem. A sobreposição de etiquetas pode dificultar a identificação do envio ou dificultar a leitura através de scanner. A etiqueta que identifica o envio deve ser colocada na parte superior da caixa e deve ficar totalmente plana.
  5. Limite de peso: Dependendo da transportadora, podem ser definidos limites de peso para transporte de mercadorias em caixas. Nestas situações, ao contratar o serviço do transportador tome conhecimento das possíveis limitações e questione o seu gestor sobre qual o melhor procedimento a seguir.

Como embalar mercadorias em paletes?

Para enviar carga standard de forma segura numa palete, deve seguir as seguintes indicações:

  1. Selecione o tipo de palete: Existem três tipo de paletes – madeira, plástico e cartão – que dependendo do tipo de mercadoria que pretende enviar deverá selecionar a mais adequada. É recomendado o uso de paletes de tamanho padrão para evitar taxas adicionais sobre cargas de grandes dimensões. Em caso de dúvida sobre se a palete que está a utilizar é considerada de tamanho padrão, saiba que todos os tipos de paletes padrão têm medidas de comprimento e largura inferiores a 120 cm. No caso das paletes de madeira, é ainda importante garantir que a matéria prima cumpre a norma internacional de medida fitossanitária para evitar retenções da mercadoria no país de destino.
  2. Empilhe as mercadorias em colunas: Tendo em conta que o custo do frete é normalmente calculado com base no peso e volume (peso taxável) da mercadoria, quanto mais otimizar o volume ocupado pela palete, mais económico será o custo de envio. Assim, ao colocar a mercadoria na palete tente otimizar o espaço sobrepondo-a em colunas e alinhada com os limites da base da palete. Se se tratar de mercadoria pesada ou rígida, pode empilhá-la recorrendo ao empilhamento entrelaçado que resultará em maior estabilidade da palete. Para reforçar a solidez e proteger melhor a mercadoria, depois de empilhar todos os volumes pode adicionar cantoneiras de cartão, de forma a proteger as zonas mais sensíveis a danos durante as operações de transporte e armazenamento.
  3. Evite que a mercadoria transponha o limite da palete: No caso da mercadoria exceder a base da palete, o transportador pode recusar-se a transportar a remessa por mau acondicionamento da mercadoria e por colocar em risco outros envios.
  4. Mantenha a palete nivelada e cintada: à medida que coloca a mercadoria na palete, certifique-se que todos os lados estão uniformes e envolva toda a estrutura, incluindo a base da palete em fita filme. Para que a remessa siga ainda mais segura, deve colocar cintas que também devem amarrar a base da palete.
  5. Etiquetagem: no caso da mercadoria paletizada, a etiquetagem deve ser feita pelo menos em dois dos lados da palete e nunca na parte superior, por forma a facilitar a sua leitura ainda que seja empilhada ou agrupada a outras mercadorias em palete.

Acondicionar e embalar mercadoria frágil

Se a carga que pretende enviar é considerada frágil, (por exemplo, garrafas de vinho, louça, vidro, cerâmica, equipamento eletrónico, etc.) para além de cumprir as indicações de embalamento seguro de acordo com a forma de envio (caixa ou palete) deve ainda ter em consideração o seguinte:

  1. Escolha uma embalagem segura: se a carga é frágil, embalá-la numa caixa de cartão pode não ser a melhor opção. Procure uma embalagem mais robusta, como por exemplo uma caixa de madeira, que ofereça maior resistência aos impactos sofridos durante a movimentação e transporte. Existem casos específicos de produtos considerados frágeis para os quais existem embalagens próprias, como é o caso das garrafas de vinho. Contacte o seu transportador e certifique-se que escolhe a melhor embalagem para a carga que pretende expedir.
  2. Embale cada item da carga individualmente: para além de selecionar uma caixa mais robusta, é recomendado que proteja individualmente (se aplicável) cada unidade, envolvendo em papel bolha, esferovite, folha de isopor ou espuma, materiais capazes de absorver os impactos a que a carga está sujeita durante o transporte.
  3. Selagem da caixa e fixação à palete: depois de bem acondicionada é necessário selar a caixa de envio. Assegure-se que as aberturas da caixa estão bem fechadas e no caso de se tratar de carga paletizada fixe os volumes à base da palete recorrendo a fita filme e cintas. 
  4. Sinalize a embalagem exterior: é muito importante alertar a sua transportadora que a carga que pretende enviar é considerada frágil, no entanto, não se esqueça de sinalizar também a caixa exterior. Coloque uma etiqueta com o símbolo padrão de envio frágil e/ou carga não empilhável no exterior da caixa, para que durante o transporte e movimentação seja manuseada com mais cuidado.

O transporte e movimentação de mercadorias é um processo por vezes longo e que envolve vários transbordos. Ainda que as transportadoras se esforcem por oferecer o melhor serviço possível aos seus clientes, por vezes existem fatores externos que colocam em risco as cargas, como por exemplo, acidentes, tempestades ou avarias de veículos.

Embalar mercadorias corretamente pode contribuir para reduzir significativamente a exposição a riscos durante a movimentação e transporte e diminui os prejuízos com carga danificada. Para além disso, no caso da contratação de um seguro de carga, se se verificar que a mercadoria não está devidamente acondicionada e embalada de acordo com as melhores práticas, as seguradoras reservam o direito de não assumir qualquer responsabilidade, podendo incorrer em custos avultados para o proprietário da carga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *