Como preparar a logística para o período do Natal

Como preparar a logística para o período do Natal 1

O Natal aproxima-se e para muitas empresas, principalmente, as que operam na área do retalho e da distribuição, este é um dos períodos mais importantes, em termos de faturação. Este ano não deverá ser exceção. Por isso, assegurar uma boa logística para o Natal reveste-se de especial importância num momento em que as cadeias de abastecimento mundiais enfrentam diversos desafios.

De acordo com um estudo da Deloitte, a época das festividades de final do ano – que vai desde novembro até janeiro – deverá resultar num crescimento de vendas entre 7% e 9%, só nos Estados Unidos. Este momento exige da parte das organizações uma grande preparação dos seus processos logísticos para maximizar as oportunidades geradas por esta época. Saiba, assim, como organizar as operações dentro da sua empresa.

Operação Natal: os principais riscos associados

Sendo esta uma época muito relevante para a faturação das empresas, exige uma preparação com largos meses de antecedência para garantir que não existem ruturas de stocks. De igual forma, é preciso acautelar a otimização das rotas de transporte e garantir a prestação de um serviço de entregas irrepreensível para assegurar o cumprimento dos prazos e a satisfação dos clientes.

Os processos logísticos devem, por isso, ser ágeis e eficientes para minimizar os riscos típicos desta época, nomeadamente:

  • Ruturas de stocks: o número de pedidos aumenta nesta altura do ano, colocando pressão sobre a gestão de stocks e armazéns. A falta de planeamento pode originar ruturas de produtos ou atrasos na expedição dos envios.
  • Atrasos nas entregas: ninguém quer receber os seus presentes de Natal com atrasos. O cumprimento dos prazos de entregas é um fator crucial para a satisfação dos clientes, especialmente nesta época. Neste contexto, o transporte e a entrega de envios representam um desafio logístico acrescido, obrigando as empresas a reforçarem e a otimizarem as suas rotas e a terem uma comunicação mais estreita com os seus parceiros 3PL, para evitar falhas no cumprimento de prazos.
  • Maior probabilidade de falhas: outro risco associado aos períodos de picos de encomendas é a maior probabilidade de ocorrência de erros e falhas. Para evitá-los, é importante ter um controlo e uma monitorização apertados de todas as etapas do processo logístico.
  • Maior pressão nas operações de logística inversa: com o aumento de pedidos, cresce também o volume de trocas e devoluções, implicando maior pressão (nos custos e na gestão de espaço) sobre as operações de logística inversa. Por isso, a empresa deverá estar preparada para agilizar estes processos de forma eficiente e rápida, e assim assegurar a satisfação e fidelização do cliente.

Logística para o Natal: novas tendências emergem

A par destes desafios, habituais em todos os Natais, as empresas deverão ainda estar atentas aos fatores específicos e às novas tendências de consumo que emergem a cada ano. Além da crescente relevância do e-commerce, a McKinsey, por exemplo, avança no estudo “US Holiday Shopping 2021” algumas pistas sobre as expetativas dos consumidores para esta época. Nesse sentido, a consultora antecipa um forte aumento da procura durante esta época festiva e o crescimento da experiência omnichannel.

Ao mesmo tempo, devido aos receios de rutura de stocks e de atrasos nas entregas, os clientes deverão fazer as suas compras natalícias mais cedo. Outra tendência que emerge prende-se com o facto de os consumidores estarem mais suscetíveis de trocarem de marca, caso não encontrem o produto desejado. “As empresas vão precisar de priorizar a fidelização dos consumidores”, sublinham os especialistas da McKinsey.

Quatro passos para a sua empresa preparar a logística para o Natal

Para minimizar alguns dos riscos mencionados e maximizar as oportunidades geradas pelo aumento da procura no Natal, tome nota de algumas recomendações.

Antecipe

A antecipação é um fator crítico para garantir o sucesso das operações durante os períodos de pico de vendas. Sobretudo este ano, devido aos constrangimentos vividos nas cadeias de abastecimento pela limitação da oferta de contentores, o planeamento dos inventários reveste-se de especial relevância. Por isso, é importante analisar os dados históricos, para perceber que produtos deve reforçar nos seus armazéns, verificar os níveis de stock e organizar promoções.

Reforce a sua equipa

Apesar da crescente digitalização e automatização dos processos logísticos, o capital humano continua a ser um dos ativos mais importantes nesta cadeia. E este é precisamente um dos desafios que o setor enfrenta em termos globais. Afinal, existe uma falta de técnicos e profissionais na área das operações logísticas. Certifique-se de que reforça a sua equipa durante esta época para assegurar o aumento do fluxo de pedidos.

Tenha um maior controlo sobre as operações

Para evitar atrasos, erros no picking, bem como outros tipos de falhas, é essencial a sua empresa ter visibilidade e controlo sobre as diversas etapas do processo logístico. Através de ferramentas e de softwares adequados, pode não só automatizar operações (o que diminui a probabilidade de ocorrência de falhas com intervenção humana) como também obter dados em tempo real, permitindo à equipa de gestão detetar e corrigir rapidamente eventuais ineficiências do processo.

Estabeleça parcerias para assegurar algumas etapas do processo logístico

Se a sua empresa não tem a dimensão nem as infraestruturas necessárias para assegurar, com qualidade, todos os processos logísticos associados ao aumento de volume de vendas registado no Natal, a solução poderá passar pelo outsourcing de algumas operações logísticas – desde os processos de armazenamento e embalamento até ao transporte. Isto permite à sua empresa concentrar-se no seu core business e aumentar a eficiência das operações. Por exemplo, poderá recorrer a um operador 3PL para distribuir os seus stocks por diversos armazéns. Esta estratégia permite-lhe reduzir custos de transporte, mas também os tempos de trânsito.

Caso a sua empresa já trabalhe habitualmente com um operador 3PL, é importante dar-lhe a conhecer, de forma antecipada, as suas necessidades, de forma que as operações possam ser asseguradas sem falhas.

Se tem dúvidas sobre como tornar o processo logístico da sua empresa mais eficiente para corresponder ao aumento da procura durante esta época festiva, contacte-nos. O grupo Rangel tem um conjunto alargado de soluções logísticas, para garantir que o seu negócio tem todo o apoio para ser bem-sucedido.

REFERÊNCIAS BIBLIOGÁFICAS:
McKinsey, US holiday Shopping 2021: Strong Demand meets big challenges. Acedido a 15 de novembro de 2021.
https://www.mckinsey.com/business-functions/marketing-and-sales/our-insights/us-holiday-shopping-2021-strong-demand-meets-big-challenges
Supply Chain Digital, Handling the Christmas increase in demand. Acedido a 15 de novembro de 2021.
https://supplychaindigital.com/logistics-1/handling-christmas-increase-demand-makro
Deloitte, Holiday retail sales expected to increase 7-9%. Acedido a 15 de novembro de 2021.
https://www2.deloitte.com/us/en/pages/about-deloitte/articles/press-releases/deloitte-holiday-retail-sales-expected-increase-seven-to-nine-percent.html
DG, The 12 rules of Christmas logistics. Acedido a 15 de novembro de 2021.
https://wearedg.com/the-12-rules-of-christmas-logistics%E2%80%AF/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *