Intralogística: o que é e como pode ser aplicada?

Intralogística: o que é e como pode ser aplicada? 1

A falta de controlo e de informação sobre os produtos armazenados, o não cumprimento das leis e dos regulamentos ou o desperdício de recursos, são alguns dos problemas que podem acontecer na gestão de um armazém ou centro de distribuição, constituindo verdadeiros desafios para os gestores. Daí a importância da intralogística.

Fundamental nos processos internos de um armazém, o conceito de intralogística – também conhecida como logística interna – acaba por ser crucial para a competitividade das empresas. Mas, afinal, de que se trata?

O que é intralogística?

“Intralogística é a arte de otimizar, integrar, automatizar e gerir o fluxo logístico de informações e bens materiais dentro das paredes dos centros de distribuição ou armazéns”, de acordo com a definição apresentada pela Invata.

Assim sendo, abrange as etapas e os processos que fazem parte da gestão de todo o fluxo de armazenagem, como é o caso da receção, da arrumação, do controle do produto em stock ou inventário, do picking, do embalamento e da expedição.

No final, o objetivo é alcançar aquilo que pretendem todos os gestores da cadeia de abastecimento: otimizar processos, reduzir custos de operação, reduzir erros, minimizar stocks e chegar mais rapidamente ao mercado.

Em todo este processo, é necessário contar com três recursos fundamentais: tecnologia, equipamento e mão de obra.

Falar de otimização do fluxo logístico no processo de armazenagem é falar de sistemas baseados na tecnologia, de modo que seja possível criar uma cadeia de abastecimento inteligente. É aqui então que entram as soluções de software, como os sistemas de gestão de armazém (conhecidos como WMS na sigla em inglês para warehouse management system).

Cada vez mais, as empresas estão a investir nestes sistemas, introduzindo inovação, para melhorar a sua capacidade de resposta e, assim, ganhar vantagens competitivas. Na base, estão soluções de robótica, inteligência artificial e de automação, das quais são indissociáveis os sistemas de gestão de informação e de dados, permitindo criar estruturas inteligentes e fiáveis.

Todos estes sistemas e todas estas ferramentas tecnológicas requerem um conjunto de equipamentos em que é preciso investir, mas assentam também na organização do trabalho e planeamento da equipa. Se não houver planeamento estratégico, coordenação e objetivos bem definidos e monitorizados, facilmente surgem constrangimentos no processo intralogístico que levam a ineficiências, a gastos desnecessários ou mesmo a falhas com grande impacto nas empresas, sejam operacionais, de notoriedade ou até legais.

Fatores importantes a ter em conta na intralogística

Para garantir todas estas condições na intralogística, é necessário investir e criar condições para a eficiência. Uma vez que não há receitas infalíveis, o importante é conhecer bem a realidade de cada negócio e implementar os modelos de gestão mais adequados. Daí que, em muitos casos, as empresas optem por delegar esta gestão a parceiros externos especializados.

São vários os desafios que as empresas podem enfrentar. Num artigo, o SCCG – The Supply Chain Consulting Group salienta três: o consumo de energia, o efeito do e-commerce e a globalização.

O consumo de energia

A adoção de soluções tecnológicas traz muitos benefícios para o processo logístico, mas acarreta também um custo relacionado com o aumento das necessidades energéticas para dar resposta ao funcionamento de sistemas automáticos. Daí que a gestão da eficiência energética seja um dos maiores desafios que as operações logísticas, com grande automação, enfrentam.

O efeito do e-commerce

O aumento das compras online tem sido notório, tendo registado um forte incremento com o surgimento da pandemia de Covid-19. Colocam-se, assim, novas exigências no que se refere à gestão das encomendas e na forma como se opera o transporte: os clientes querem entregas no mesmo dia, as encomendas incluem cada vez menos produtos e as dimensões das embalagens tendem a ser maiores. “Isto requer uma maior atenção aos detalhes, um grau mais elevado de garantia do processo e uma pitada de velocidade”, escreve o SCCG.

A globalização

O mundo está cada vez mais ligado e as empresas têm de encontrar formas de controlar toda a informação e o fluxo dos produtos dentro e fora das fronteiras. Como tal, devem adaptar-se a esta realidade, sendo por um lado mais internacionais, mas por outro mais locais, uma vez que os clientes querem a tecnologia mais recente e também comprar produtos locais.

As vantagens de uma intralogística eficiente

Superar todos estes desafios, concebendo uma intralogística eficiente e voltada para a criação de valor, tem inúmeras vantagens para as empresas, por exemplo:

  • maior fiabilidade no controlo e na gestão do armazém, melhorando os fluxos de materiais e processos;
  • aumento da eficiência operacional;
  • redução de riscos e de desperdícios;
  • incremento da produtividade;
  • redução de custos;
  • possibilidade de praticar preços mais atrativos;
  • atendimento ao cliente mais eficaz e inteligente devido ao uso da tecnologia;
  • melhores experiências e clientes mais satisfeitos.

O resultado é claro: as empresas melhoram não só as etapas e os processos da logística interna, como também se tornam mais competitivas.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:
Supply Chain Consulting Group (SCCG), Intralogistics – What You Need To Know. Acedido a 21 de junho de 2021. https://www.sccgltd.com/archive/intralogistics-need-know/
Infotec, Qual a sua importância da intralogística para os negócios. Acedido a 21 de junho de 2021. https://infotecbrasil.com.br/intralogistica/
Fabrimetal, O que é intralogística e como ela pode tornar empresas competitivas? Acedido a 21 de junho de 2021. https://www.fabrimetalarmazenagem.com.br/blog/o-que-e-intralogistica/
Intralogistics Aftercare Solutions Ltd, What is Intralogistics? – Definitions. Acedido a 21 de junho de 2021. https://www.intralogistics-as.com/what-intralogistics-definitions

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *